Sistema ERP: quando sua PME deve substituir a ferramenta atual?

Cada vez mais, as pequenas e médias empresas estão conscientes da importância de investir em inovação e tecnologia para se manterem competitivas no mercado, com uma atuação mais moderna, digital e conectada. Neste sentido, o sistema ERP é uma das ferramentas procuradas pelos gestores de PMEs para ajudar o negócio.


Afinal, o ERP é um software de gestão empresarial integrada e completa. O que permite gerar maior eficiência, produtividade, diminuição de erros, redução de custos, centralização de dados, maior assertividade na tomada de decisão, entre outros benefícios.

Todos estes aspectos, aliados ao monitoramento de processos, acesso online e informações em tempo real, influenciam diretamente na melhora da gestão de negócios, do controle sobre as operações, da visão global da empresa e no aumento dos resultados.



Inclusive, no momento repleto de mudanças e desafios atuais, as organizações, mesmo as PMEs, passaram a buscar ainda mais a digitalização e ferramentas tecnológicas. Segundo o Índice CESAR de Transformação Digital, 73% dos respondentes admitiram que, com a pandemia, estão mais propensos a investir em inovação para acelerar a transformação digital.



Neste contexto, o sistema ERP é fundamental para promover uma gestão empresarial 100% online, com operações remotas, informações unificadas e controle de todos os setores em um só lugar. O que facilita o gerenciamento de PMEs de todos os segmentos, como serviços, startups, indústrias, varejo, distribuição, logística e e-commerces, principalmente, em tempos de home office.


Outros estudos mostram essa tendência crescente. De acordo com a CB Insights, 84,9% dos líderes classificam o investimento em inovação como muito importante e, conforme a Accenture, a maioria das companhias brasileiras planejam aumentar o investimento tecnológico em 25% até 2022.


Desafios de PMEs com o sistema ERP



Como visto acima, as PMEs identificam a necessidade cada vez maior de usar tecnologias e soluções, como o sistema ERP. Essa ferramenta é valiosa para manter a continuidade do negócio e apoiar o crescimento da empresa, assim como garantir melhorias na gestão do fluxo de caixa, no controle orçamentário e na eficiência empresarial.

Inclusive, segundo o Panorama ERP 2020, 50% das organizações escolhem usar o sistema ERP para melhorar todos esses pontos da gestão empresarial. Apesar disso, muitas delas já investem em softwares do tipo. No entanto, não conseguem obter os resultados esperados.

Até por isso, de acordo com o mesmo estudo, 28% das companhias pretendem trocar de ERP em até 24 meses.



Vale destacar que, além da falta de entrega dos benefícios desejados, algumas outras situações podem prejudicar a experiência com o ERP, como por exemplo:

  • Falhas de software;

  • Projetos malsucedidos;

  • Problemas de sistema legado;

  • Crimes cibernéticos por causa de vulnerabilidades no software.

Tais problemas com softwares de baixa qualidade deram um prejuízo de US$2,08 trilhões para as empresas nos Estados Unidos, em 2020, revela o estudo The Cost of Poor Software Quality.


Leia também: Sua PME precisa do sistema ERP na nuvem? Saiba agora!



Quando é a hora de trocar o sistema ERP nas PMEs?

A partir desses problemas identificados em relação ao sistema ERP, fica claro que as PMEs devem implementar a melhor solução para suas necessidades e realidade, gerando resultados positivos e retorno sobre o investimento efetuado.


Neste sentido, pode ser necessário realizar a substituição da sua ferramenta atual por outra que entregue tudo que se espera, como o SAP Business One.



Por isso, apresentamos os principais motivos e indícios que você pode identificar na sua operação e gestão de que está na hora de trocar de sistema ERP. Confira:



1. Falta de alinhamento nos processos


É importante verificar possíveis lacunas na integração, padronização e execução dos processos. Afinal, se o sistema ERP não garantir que todas as operações e informações estejam alinhadas, você não terá uma visão realista da empresa como um todo. E esta é uma razão relevante para a substituição da ferramenta.


2. Ausência de informações para a gestão


Uma das principais vantagens do ERP é fornecer dados relevantes sobre a operação, os profissionais, os processos e as funções de negócios, como finanças, vendas, compras, estoque, clientes, entre outros. Assim, os gestores podem ter subsídios precisos, confiáveis e sólidos para tomar decisões mais assertivas.



Mas se a sua ferramenta não proporciona relatórios personalizados, análises interativas e acesso em tempo real, a PME perde agilidade na decisão, não identifica gargalos, desperdícios, oportunidades e outras questões a tempo, afetando a competitividade.


3. Continuidade de erros e retrabalhos


Entre os objetivos do software de gestão para PMEs, está a automatização de diversos processos, evitando trabalhos manuais e repetitivos, assim como minimizando ao máximo erros e retrabalhos. Logo, se a sua empresa continua a enfrentar muitas falhas nas atividades, é sinal de que algo está errado com sua estratégia junto ao ERP.

Saiba mais: Gestão inteligente: como tornar sua empresa de serviços mais inovadora?


4. Monitoramento não ocorre em tempo real



Em um mundo cada vez mais conectado, móvel e dinâmico, as decisões de negócios precisam acontecer de maneira rápida. Neste sentido, o acompanhamento das operações e da performance deve ser em tempo real, fornecendo aos gestores dados constantemente a fim de facilitar as estratégias. Se não for o caso do seu sistema ERP, é preciso reavaliar a situação e analisar a troca.


5. Problemas na gestão financeira


Problema comum em PMEs, impactando tanto na continuidade de negócio como no crescimento da empresa, a gestão financeira precisa de uma atenção específica, com o fluxo de caixa em dia e o controle orçamentário. Assim, é possível verificar formas de melhorar as finanças, aumentar os lucros, garantir previsibilidade financeira e ter maior potencial de investimento.



6. Não é possível observar um retorno sobre o investimento


Outro motivo para trocar o sistema de ERP é se você não observa benefícios suficientes para prever o retorno sobre o investimento realizado. Vale destacar que um software eficiente gera uma série de reduções de custos nas PMEs, seja de forma direta ou indireta, com:

  • Automação de processos;

  • Diminuição de gargalos;

  • Maior produtividade;

  • Redução de desperdícios;

  • Identificação de oportunidades;

  • Redução dos custos de produção e desenvolvimento de serviços;

  • Análise de dados e monitoramento de resultados;

  • Gestão empresarial completa em um único lugar;

  • Maior mobilidade para funcionários e gestores;

  • Minimização das despesas gerais de TI, com implementação da solução na nuvem.


Portanto, é preciso que o software possibilite tudo isso na prática para sua pequena ou média empresa.


7. ERP não acompanha o crescimento da empresa


Por fim, vale a pena comentar sobre a questão da escalabilidade do sistema. Afinal, se a sua PME cresce e precisa expandir suas operações dentro do ERP, o software tem que ser capaz de rapidamente atender à demanda. Então, caso tenha problemas com isso, é mais um motivo para trocar.



Leia também: Tudo sobre ERP: tire suas dúvidas e entenda como implantar o sistema


Por que investir no SAP Business One?



Com o SAP Business One, você não enfrenta nenhum dos problemas mencionados acima na sua PME. Muito pelo contrário, o sistema ERP da SAP oferece todos os benefícios e resultados desejados pelo seu negócio, garantindo modernização, conectividade e eficiência para a empresa.


Além disso, o SAP Business One tem diferenciais importantes, como:

  • Disponível em mais de 170 países, atendendo mais de 60 mil empresas;

  • Mais de 1 milhão de usuários em todo o mundo;

  • Conta com tecnologias disruptivas, como automação, machine learning e IoT;

  • Empresas que utilizam o sistema da SAP têm o seu valor de mercado aumentado em 12%;

  • SAP é marca B2B mais valiosa do mundo;

  • SAP Business One cobre mais de 1 mil processos de negócio nos mais diversos segmentos.

Com 39 anos de mercado e mais de 600 clientes SAP Business One em todo o Brasil, a Ramo Sistemas é o principal parceiro SAP no Brasil.



Entre em contato agora mesmo e tenha o melhor sistema ERP para o seu negócio!


8 visualizações0 comentário