7 estratégias para melhorar o planejamento e gestão de serviços


Desenvolver estratégias eficientes para o planejamento e gestão de serviços é fundamental para garantir qualidade e eficiência operacional, o que reduz erros e mantém pequenas e médias empresas mais competitivas.


Apesar dessa relevância, muitos gestores desconhecem o que, exatamente, é o planejamento e a gestão de serviços.

Resumidamente, a gestão é responsável pela entrega dos serviços e satisfação dos clientes com a contratação dos mesmos.


Já o planejamento tem como objetivo organizar e distribuir as tarefas dentro das equipes para que todas as solicitações sejam atendidas com qualidade, padronização e eficiência.



Como otimizar o planejamento e gestão de serviços?


Nas PMEs serviços, é essencial que os gestores conheçam e valorizem os 4Ps: perfil, processos, procedimentos e pessoas.


Esse conjunto de áreas contribui na definição de estratégias de planejamento e gestão de serviços mais acertadas e eficientes. A seguir, veja 7 dicas para melhorar essas práticas.


1. Planejamento e controle de estoque


O controle de estoque é um item determinante do planejamento, pois, sem insumos, as equipes não conseguem prestar serviços de qualidade.

Logo, o controle de estoque deve ser feito por meio de ferramentas que permitam digitalizar e automatizar processos relacionados a essa área, para o monitoramento eficiente de entradas e saídas de produtos e a melhora na gestão de relacionamento com fornecedores.


2. Comunicação entre todas as áreas


A comunicação entre os diferentes setores do negócio é fundamental para melhorar o planejamento e gestão de serviços, uma vez que as áreas precisam trocar informações continuamente para que a operação seja fluida.

Devem-se ser adotados canais específicos para diferentes tipos de solicitação, garantindo que a mensagem chegue de forma clara e objetiva aos profissionais e interessados.


3. Gestão financeira assertiva

Sem assertividade na gestão financeira, o planejamento e a gestão de serviços não sairão como o esperado, podendo comprometer o negócio.

O controle de todas as entradas e saídas de recursos, o monitoramento do capital de giro e a otimização dos processos financeiros ajuda nesse objetivo, pois reduz desperdícios e torna a saúde financeira da empresa mais previsível.


4. Entregas dentro do prazo


Para atender o item “pessoas”, é fundamental proporcionar uma experiência satisfatória aos clientes, o que depende de entregas dentro do prazo e qualidade nos serviços prestados.

Para tal, a área de vendas e a operacional devem ter uma comunicação fluida para que as expectativas do cliente sejam atendidas.


5. Monitoramento de operações e serviços


O sucesso de longo prazo de uma PME depende da capacidade de controlar a operação de forma que todos os processos devem ser monitorados para que se estabeleçam padrões de qualidade e performance.


6. Análise de resultados e tomada de decisão

O monitoramento das operações deve transformar-se em inteligência de negócio por meio do acompanhamento de métricas e análise de resultados. Assim, é possível embasar uma tomada de decisão que melhora o planejamento e gestão de serviços.


7. Melhorias operacionais


Com clareza dos processos, monitoramento contínuo da operação e das obrigações financeiras, além da padronização dos serviços prestados, os gestores podem investir em melhorias no planejamento e gestão de serviços.


Para uma transformação profunda das operações, um passo central é a integração de setores e informações por meio de um sistema ERP, que permite otimização de operações, monitoramento centralizado, levantamento de métricas, fluidez da comunicação e automação de processos.


O SAP Business One, fornecido pela Ramo Sistemas Unidade Triângulo Mineiro, é uma solução de ERP desenvolvida pensando nas necessidades da PMEs de serviços, o que garante controle dos processos e aumento da eficiência no planejamento e gestão.

Quer saber mais? Conheça melhor a solução!

1 visualização0 comentário